13 coisas que não te contaram sobre a depressão

Foto | Yuris Alhumaydy

13 COISAS QUE NÃO TE CONTARAM SOBRE TER DEPRESSÃO

Sempre gostei de temas relacionados à saúde mental e à psicologia. Antes mesmo de ser diagnosticada com depressão – que mais tarde descobri ser um sintoma do meu transtorno bipolar –, passava horas pesquisando, assistindo a vídeos a respeito dessa condição.

Dizem que o mal do nosso século é a depressão e concordo. Ela te estagna, afasta, prende, arranca tua autoestima. E apesar de muitas vezes ser difícil aguentar as crises da doença, tento enxergar de uma maneira positiva. E por que não divertida?

Abaixo, alguns fatos sobre ter depressão.

  • ESTAR DEPRIMIDO/TRISTE NÃO É DEPRESSÃO

Mas é um dos sintomas. Enquanto a tristeza é momentânea, a depressão é como apertar no repeat da tristeza incessantemente (e sinto em informar, mas muitas vezes você não controla essa playlist).

LEVANTAR DA CAMA PARECE O EXERCÍCIO MAIS DIFÍCIL DO MUNDO

Muitas pessoas com depressão relatam sentir como se tivesse um muro invisível, um peso as bloqueando de fazer qualquer esforço ou movimento.

  • PORÉM, TER DEPRESSÃO NÃO É MEIA MARATONA DA SÃO SILVESTRE

Não adianta falar frases motivacionais e imperativas: “Vamos lá!”, “Você consegue!”, “Ânimo!”. Por mais que a intenção seja ajudar, esses dizeres desmotivam, pois, como falado acima, não é você quem decide dar o play na bad.

  • DEPRESSIVO TAMBÉM É EXTROVERTIDO

Nem só de trevas vive o depressivo. Dependendo do grau da doença e, claro, da personalidade da pessoa, ela ri, faz piadas, exercita-se, vai a festas, enche a cara. A diferença é que no outro dia ela vai recapitular tudo o que fez e falou, detalhe por detalhe, pra saber se agiu certo ou não, com medo de ter ofendido alguém ou atrapalhado o rolê.

  • E MAIS EVOLUÍDO

Se é verdade, eu não sei, mas há estudos indicando que a depressão, ao invés de ser uma desordem mental, é uma função evolutiva. (Leia a matéria aqui: https://goo.gl/uunEje )

  • A VIDA É UMA NOVELA MEXICANA (NA CABEÇA DO DEPRESSIVO)

Dúvidas, traição, Paola e Paulina Bracho brigando por Carlos Daniel. Muitas vezes, na mente de um depressivo, as pessoas não gostam dele, não o convidam pra sair porque sua companhia não é agradável e as afasta para poupar incômodo e sofrimento. Mesmo sabendo que isso não é verdade, a doença não deixa a pessoa distorcer essa visão.

  • O CÉREBRO PARECE UM NOVELO DE LÃ

E os fios são os pensamentos e sentimentos, dos mais simples aos mais complexos, formando uma grande confusão mental.

  • E QUANDO PERCEBE, O NOVELO VIROU UMA BOLA DE NEVE

Por não conseguir controlar e organizar as ideias e emoções, tudo parece um problema sem solução.

  • DEPRESSIVO É FILÓSOFO

Talvez o ponto positivo dessa doença seja a capacidade de reflexão. Por mais que pensar excessivamente seja uma das características da depressão, portanto algo não muito saudável, isso nos tira da superficialidade dos mais variados assuntos.

  • E ÀS VEZES ISSO O DEIXA LOUCO

De tanto pensar, o depressivo começa a ficar incomodado por não conseguir desacelerar a mente. E aí ele começa a pensar que não consegue parar de pensar que não consegue desacelerar a mente.

  • E POR PENSAR E SENTIR DEMAIS, ELE SENTE DE MENOS

A apatia, mais que a tristeza, faz-se presente na vida depressiva. Ela causa a sensação de que a pessoa não pertence a lugar algum, afastando-se cada vez mais de grupos sociais.

  • QUER AJUDA, MAS NÃO QUER

Por mais que a pessoa saiba que precisa de ajuda, e quer, ela não quer ficar expondo seus problemas e atrapalhar os outros, por medo de amigos ou familiares não entenderem a situação e se afastarem.

  • ACEITA QUE DÓI MENOS

Assim como tudo na vida, a partir do momento em que abraçamos aquilo que nos faz mal, e que aceitamos a situação, tudo fica mais leve. Abraçar a dor é melhor forma de compreendê-la (e de se compreender também).

Bruna Paul

Aquariana com ascendente em sagitário e lua em escorpião. Gosta de acreditar naquilo que não é tangível pra dar mais graça à vida. Enxerga a tristeza como aliada à busca e evolução espirituais. Ama a humanidade – embora nem sempre as pessoas



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.