Volátil

Foto | Anna Sastre

Ela sopra a fumaça na minha cara e penso no quanto ela é volátil, que não posso confiar nela, que hoje está aqui e amanhã só a Deusa sabe, a qualquer momento ela pode sumir do mapa, da minha cama, do meu carma. Ela está nua e confortável em sua insustentável leveza de mariposa, a buceta toda aberta pra mim. Me vem um calor de baixo pra cima que não sei é terror ou tesão diante do risco dela evaporar. Enfio o rosto entre seus seios fartos enquanto ela fuma, ali sinto o cheiro de cacau da sua pele morena, o cheiro que me droga, que me deixa assim apavorada, meus corações de baixo e de cima latejam, vou descendo até o meio das suas coxas onde o cheiro fica mais forte, insuportável, delicioso, e a chupo com um medo que não sei se é paixão ou uma paixão que não sei se é medo – uma coisa sei: se só tenho a garantia de tê-la agora, nesse instante que se dispersa mais rápido que a fumaça que sai dos seus carnívoros e suculentos lábios, hei de fazer desse instante um abismo de gozo.

Lua Menezes

Lua Menezes é escritora e terapeuta especializada em sexualidade feminina. Formada em Teatro, com mestrado em Artes Cênicas, Lua sempre se interessou pelos estudos do corpo, da sexualidade e do erotismo nas artes. Até que depois de uma crise existencial resolveu mudar tudo: foi morar numa comunidade tântrica e se capacitou como terapeuta. A partir daí foi se especializando e dedicando cada vez mais seu trabalho para o público feminino. Hoje mora em Auckland, Nova Zelândia, alimenta o projeto de literatura erótica Lasciva Lua e continua sonhando em transformador o mundo através da arte, do conhecimento e do amor.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.