Das baquetas aos batons

Foto | Joe Robles

 Estava atuando profissionalmente no meio musical há 6 anos, tocando em bandas e dando aulas de bateria, quando comecei a ter contato com outra área, a da beleza pessoal. Começou devagarzinho… fui me interessando em tratar algumas espinhas e rosáceas com o auxílio da minha amiga Fernanda, criadora dos produtos e da marca FabLab, na Europa. Ela foi me dando umas dicas de cremes extremamente naturais, e nesse tratamento de pequenos e insignificantes problemas de pele me foi surgindo algo a mais, um cuidado comigo, um desejo sutil de tratar a minha pele da forma mais saudável possível. 

 O estopim da minha paixão desenfreada por cosméticos veio quando estava ensaiando com uma banda da qual eu fazia parte, a Punkake. Bem no meio de um ensaio, decidimos gravar um vídeo de última hora, sem nenhuma preparação de figurino e maquiagem. E, à nossa frente, surgiram duas nécessaires emprestadas de maquiagens. Me vi diante de inúmeros produtos que eu não fazia a menor ideia de usabilidade, e assim resolvi começar a pesquisar.

O que aconteceu foi que, quando me dei conta, estava entrando em um mundo completamente novo, hipnotizante, o qual eu nunca havia feito questão de conhecer, mas que naquele momento não tive outra alternativa a não ser mergulhar profundamente no seu universo. 

   Fiz cursos de cosméticos e maquiagens naturais, e minha paixão foi se encaminhando para o lado dos batons. Criar cores, brilhos e texturas foi se tornando uma verdadeira obsessão. Observar o resultado final, ver aquela mistura de matérias-primas e saber que faria diferença na vida de muitas mulheres, seja pelo lado da saúde ou pelo lado do belo, é algo que faz os meus olhos brilharem.

Batons são instrumentos versáteis, e percebi que as minhas criações poderiam abranger um uso a mais do que simplesmente enfeitar e hidratar os lábios. A hidratação e a beleza que os batons proporcionam poderiam se estender para outras áreas do rosto e facilitar a vida da mulher. Com poucos batons, ou até mesmo com apenas um, pode-se ter uma maquiagem versátil, sem ocupar espaço na bolsa e com possibilidade de retoque ao longo do dia. Tudo pensado em cima de três pilares: saúde, praticidade e beleza. A proposta é ter um acabamento super leve e natural, é deixar a mulher livre da pressão dos padrões de corrigir suas imperfeições; deixá-la apenas cuidar de si e se sentir mais bela caso ache adequado realçar sua beleza natural. Me arrisco a dizer que em todos os povos de todas as culturas, as mulheres sempre tiverem um lado cuidadoso, um estranho prazer em se arrumar e aumentar sua autoestima, mesmo fora dos padrões de beleza de cada sociedade. 

Por trás de cada cor há uma libertação. A cada libertação, uma história. Um ideal. Uma luta, uma força. Uma guerreira bela. 

Agora as baquetas têm um brilho a mais. 

Carol Steiner

Historiadora de formação, baterista de profissão, apaixonada por confecção de batons e cuidados com a pele.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.