Luto

Foto | Alexander Krivitskiy

Diante da dor é hora de parar

Tempo de luto não é de luta

É de deixar ir

O que nunca mais será

Deixar morrer

O que não vai mais voltar

Tempo de luto é uma chance

Uma chance para criar

De ver que amor não está

No que se foi

Mas vive na capacidade de amar

Tempo de luto é tempo de vazio

Vazio, espaço e lugar

É tempo de deixar a terra curar

É hora de esperar

 

Tempo de luto

É um lugar

Para que algo novo se possa criar

É uma chance para se reinventar

E quem luta no luto

Só mais apego vai formar

A batalha que se trava no luto

É a mais difícil de ganhar

É tempo de desapego

E de querer algo novo inventar

Por isso é preciso ser livre

Livre para criar

Luto é vazio em movimento

Hora de se reconectar

E para isso é preciso ter coragem

Coragem de se amar…

Samantha Buglione

Escritora, mãe do João Ignácio e da Elisa, filósofa e doutora em Ciências Humanas. Atualmente faz uso da fenomenologia de Goethe e da hermenêutica para aprender a ver o mundo. Por anos trabalhou com gênero, direitos humanos, direitos sexuais e reprodutivos e bioética em organizações do terceiro setor, pesquisas e consultorias. Já participou de varias conferências das Nações Unidas sobre o tema da autodeterminação e liberdades sexuais e reprodutivas.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.