Tudo cinza

Foto | Marina Papaspirou

Tudo cinza. Nuvens pretas

Quero uma tempestade pra lavar a alma

Uma tempestade pra esse céu abrir logo

Eu sei que tem sol depois dele

Mas o dia é longo

A noite chega

E não tem nenhuma estrela

Então vem outro dia cinza

E outro e depois mais outro

Dias seguidos sem um raiozinho de sol

Mas a lembrança dele está aqui

E quando ele voltar

Vai brilhar tanto que vai me cegar

Vai queimar a minha pele

E esquentar meu coração

Lembrando que vida é isso

Brisa, granizo e tarde de primavera

Tudo junto.

 

Cris Ituassu

Casada com o Adriano, com que teve o Theo e o Dan. Maravilhada com muita coisa, inconformada com tantas outras. Adora gente e todas as complicações daí decorrentes. Acredita que qualquer mudança só pode acontecer pelo afeto, e nada como a arte pra tocar os corações. Então escreve de vez em quando, na expectativa de por pra fora angústias ou esperanças e, quem sabe, tocar alguém.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.