Mulher Demônia

Foto | Marina Papaspirou

Você é intensa

Disse o mocinho que só bebe café com leite

Mal sabia ele que, como o melhor dos cafés, eu fico mais gostosa quando sou amarga

Você é difícil

Reclamou o rapaz que inventava problemas

Mal sabia ele que sempre me disseram para não ser fácil

Infelizmente entendi errado: sempre fui fácil onde não devia e difícil em todo o resto

Você é teimosa

Afirmou o garoto de argumentos fracos

Mal sabia ele que nunca me considerei bonita o suficiente para ser mero adorno, preferindo ser quebra-cabeça à pintura renascentista

Você é brava

Choramingava o homem sensível

Mal sabia ele que eu nunca fui diaba disfarçada de gente boa

Tenho orgulho do capeta que sou

E eu até poderia ser uma santa, mas foi pela demônia que ele se apaixonou

Giovanna Ghersel

Nasceu com o sexo feminino, mas demorou 24 anos para se tornar mulher. Tem um relacionamento estável com o direito, mas já pulou a cerca com o jornalismo por um tempo. Aprendeu que prefere escrever sem pressão e que o feminismo é uma prática diária. Descobriu que as mulheres têm direito a sentir mais sono que os homens, porque lutar contra o patriarcado todos os dias é, no mínimo, exaustivo.



1 Comment

  1. Cristiana Trindade Ituassu
    30/05/2018 / 09:36

    Adorei! Me inspirou a tentar matar o anjo que mora em mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.