Se eu fosse homem você faria isso?

Foto | William Stitt

“Só podia ser mulher”, “mulher no volante perigo constante”. Quem já não ouviu alguma dessas famigeradas frases? Ontem, ao entrar em um estacionamento, o dono prontamente me perguntou: “quer que eu estacione para você?”. Respondi “não obrigada, eu sei estacionar”. Mesmo assim, enquanto eu manobrava o carro ele “me ajudava” com berros de “pode vir”, “pode vir” e aquele movimento frenético e irritante com as mãos.

Pois não resisti, desci do carro e perguntei na lata: “se eu fosse um homem você faria isso? Pediria para estacionar e estaria aqui gritando pode vir?” A resposta veio em tom acalorado de palanque: “o mal de vocês mulheres é esse, agora tudo entendem como ofensa”, e chamou outro funcionário do estacionamento para contar ironicamente o causo da “motorista ofendida”.

Por um átimo de segundo me passou pela cabeça “por que eu tinha que abrir minha bendita boca?”. Mas passou bem rápido mesmo. E refleti: isso acontece no dia a dia, somos desqualificadas a todo momento, em pequenas coisas, em doses diárias e homeopáticas, como  aquele sapo que vai cozinhando em banho maria e nem percebe. E ainda somos cúmplices sem saber. Ao primeiro sinal de “insurgência”, você é tarjada de louca, treteira, feminista mal amada…

Não dei andamento à conversa e deixei os dois bradando sozinhos. Tinha mais o que fazer e fui resolver a vida. Me veio uma passagem bíblica que fala sobre “não atirar pérolas aos porcos”. Voltei, paguei, tirei meu carro, ciente de que ele vai pensar duas vezes antes de “fazer a gentileza” de querer estacionar para uma mulher.

Farid Rocha

Farid Rocha, mãe da Vick Rocha, uma mini Frida! Engenheira química, renasceu quando deu à luz e vem a cada dia se transformando. Deixou para trás a “promissora carreira” em uma multinacional para viver do seu sonho: despertar as pessoas através da dança. É professora de ballet infantil (ballet e feminismo combinam como nunca) e professora da Dança Materna.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.